sábado, 29 de dezembro de 2012

ARTE / RETROSPECTIVA 2013

O ano de 2012 foi marcado por polêmicas no mundo das artes. 
Algumas tiveram pouca repercussão fora dos países em que aconteceram, mas outras foram notícia em todo o mundo. Talvez a maior história do ano tenha sido a prisão, julgamento e condenação da banda de protesto Pussy Riot. Em fevereiro, cinco integrantes do conjunto fizeram uma "performance de guerrilha" em uma catedral em Moscou contra o presidente-eleito Vladimir Putin. A condenação de Yekaterina Samutsevich, Maria Alyokhina e Nadezhda Tolokonnikova provocou indignação em diversas partes do mundo.



Em março, pesquisadores na Itália descobriram sinais de uma obra de Leonardo Da Vinci que estaria "escondida" - pintada abaixo do quadro 'A Batalha de Marciano', de Giorgio Vasari. Amostras tiradas de pequenos buracos que foram feitos na pintura revelam que a tinta preta é semelhante à usada por Da Vinci para criar a 'Mona Lisa'. Alguns artistas são contra o trabalho dos pesquisadores, que estaria, segundo eles, danificando a obra de Vasari.



Em maio, antes dos Jogos de Londres 2012, foi inaugurada uma torre vermelha de aço, batizada de AcelorMittal Orbit. Várias pessoas - inclusive o próprio artista da obra, Anish Kapoor - criticaram o preço cobrado para se visitar a escultura de 35 andares que custou o equivalente a R$ 75 milhões. Cada turista precisa pagar quase R$ 50.


Em agosto, a idosa espanhola Cecília Gimenez virou, sem querer, uma celebridade mundial. Ela trabalhou na restauração de uma pintura de Jesus intitulada 'Ecce Homo', do artista Elias Garcia Martinez, que está há mais de um século em uma igreja em Zaragoza. A restauração desastrada de Gimenez ficou tão deformada que acabou virando piada em todo o mundo.


A obra 'A Senhora do Norte' ou Northumberlandia foi inaugurada em setembro. Trata-se de uma gigantesca escultura de uma mulher, feita em uma paisagem no interior da Inglaterra. A ambiciosa escultura tem 34 metros de altura e 400m de distância. A obra, que fica perto da cidade de Cramlington, é feita com 1,5 toneladas de pedra, solo e argila.



O artista britânico Damien Hirst maravilhou e horrorizou os moradores de Ilfracombe, na região inglesa de Devon, com sua estátua de bronze "Verity", de mais de 20 metros. A imagem mostra uma mulher grávida erguendo uma espada. A obra gigantesca pesa 25 toneladas e foi transportada por um caminhão. A obra recebeu diversos adjetivos dos moradores locais: 'maravilhosa', 'fantástica', 'pavorosa', 'horrível'. Ela ficará exposta por 20 anos na cidade. Hirst é também é morador de Ilfracombe.

Matérias da BBC Brasil   
http://www.bbc.co.uk/portuguese/videos_e