domingo, 22 de setembro de 2019

Termina uma e começa outra exposição no CACEV

E assim terminou mais quatro Exposições no CACEV Espaço de Arte, nesta oportunidade pudemos apreciar o trabalho das Artistas Adelina Takako NishiyamaSusana GoyenecheKatia KimieckMaria Bado e Curadoria de Edilson Viriato EViriato Carvalho

Curador Edilson Viriato, Suzana, Katia, Adelina e Maria Bado

Cada Artista pode mostrar um pouco de seu trabalho em uma sala individualmente, mas sempre com a preocupação do Curador Edilson Viriato em manter a qualidade das obras e uma linha de raciocínio entre os Artistas e suas pesquisas.
O Espaço fica na rua Lamenha Lins 725 Centro de Curitiba PR Brasil e tornou-se uma local para confraternização entre os Aristas e apreciadores da boa Arte Contemporânea.
No dia 03 de outubro abre uma nova Exposição desta vez uma Coletiva com a temática "PRIMAVERA"



Cada Artista apresentará 3 trabalhos de pequenos formatos e 1 grande, vamos encher a Galeria de Flores e Cores e Você já está convidado para apreciar mais esta linda exposição. 
















CACEV - CENTRO DE ARTE CONTEMPORÂNEA EDILSON VIRIATO

Rua Lamenha Lins 725 Centro de Curitiba

5ª. EDIÇÃO DA CAMPANHA #DOEUMAFLOR.


Katia Velo convida para participar da 


5ª. EDIÇÃO DA CAMPANHA #DOEUMAFLOR.


#doeumaflor - Artista Celso Parubocz

Neste ano o tema é “Vamos polinizar e não polemizar”

A Campanha #doeumaflor é uma ação, uma corrente do bem que tem como objetivo resgatar a admiração pelas flores e motivar as pessoas a “polinizarem” boas ações numa das estações mais bonitas do ano, a primavera. 

As flores alegram, enfeitam, encantam pela beleza de suas formas, pluralidade de suas cores, envolvendo-nos com seu perfume. 
A cada ano, a Campanha #doeumaflor tem um tema. 
Em seu lançamento em 2015, o tema foi “Vamos Florescer”, na II Edição (2016) “Vamos espalhar o pólen seja como for desde que com amor”, III Edição (2017) foi escolhida a frase de Confúcio “Me perguntam por que compro arroz e flores. 
Arroz para viver e flores para ter algo pelo que viver”, IV Edição (2018) “Sejamos Flores” e para esta edição, a frase é “Vamos polinizar e não polemizar” do jornalista Marcos Rosa (PautaSJP). De acordo com a idealizadora da campanha, Katia Velo, a adoção do tema ocorreu, pois, as pessoas parecem estar, ou de um lado, ou de outro, não há conversa, não há entendimento. 
“Precisamos refletir melhor e estreitar nossas amizades. 
O outro nos completa, não somos inimigos. Pensar diferente é absolutamente normal, diria que até saudável” destaca. 
Na primavera passamos por um processo de renovação, revigoramento e rejuvenescimento. 
Para celebrar a data, Katia Velo inaugurará seu site pessoal www.katiaveloarte.com.br 


Katia Velo
PARTICIPE DA CAMPANHA #DOEUMAFLOR

Participar é simples: use roupas coloridas e floridas, fotografe flores, faça um poema, um elogio, doe uma flor real, virtual, artificial, use a logo da Campanha #doeumaflor. 

O mais importante é o gesto, pois o objetivo é celebrar a estação mais alegre, colorida e florida do ano. 
E não esqueça de postar, curtir, comentar e compartilhar nas suas redes sociais situações alusivas à primavera, usando hashtag #doeumaflor. 
Campanha #doeumaflor quer motivar as pessoas para celebrarem a primavera fazendo algo para si, ou para outra pessoa. 
A campanha nasceu de forma singela e despretensiosa e a cada edição ganha mais admiração e participação, tornando-se uma ação que envolve pessoas com um único desejo, tornar a vida mais leve, livre e linda. 
Dia 23 de setembro é a data oficial da chegada da Primavera no Hemisfério Sul, mas você pode celebrar durante toda a estação.
COMPARTILHADO DE:
Jornal Folha da Mulher
KV – Arte, Cultura e Entretenimento
Savannah
Apoio:
Casa de Yoga Maha Devi
Escola Evolutiva

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

PROCESSO AMBÍGUO - NOVA EXPOSIÇÃO DO ARTISTA CELSO PARUBOCZ


Exposição “PROCESSO AMBÍGUO”


Nesta exposição apresento pinturas e esculturas, um mix de tendências produzidos de forma independente, resultado do meu ócio criativo no último ano.

O “Fazer Arte” no Atelier vai acontecendo sem a preocupação de seguir este ou aquele estilo, cada obra tem um por quê? 

Isto não quer dizer que o Espectador não tenha o direito de questionar este por que e discordar.

Fazem parte desta Exposição:

Pinturas das Séries “PÓS-HUMANOS”,


“THE KING SAMO”


“ABSTRATOS”,


“ANIMAIS"


“EGÍPCIOS”,


“A TAÇA DE UIRUCURI”


Esculturas da Série “ÍGNEA”.



CASA DA PRAÇA
R. Pandiá Calógeras - Centro, Castro - Paraná.

Vernissage - dia 23 de agosto de 2018 

Horário: 19:30 horas.

Entrada gratuita.

A Mostra ficará aberta para visitação até dia 20 de setembro.


Exposição fotográfica “Ignis” de Gustavo Takahashi no Empório Mineiro Cheirin Bão-Curitiba

Exposição fotográfica“Ignis” de Gustavo Takahashi, 
no Empório Mineiro Cheirin Bão-Curitiba-Centro




O Espaço Cultural Luiz Felix, anexo ao charmoso Empório Mineiro, recebe a exposição fotográfica “Ignis” do artista Gustavo Takahashi. Com curadoria do casal de artistas, Carla Schwab e Eloir Jr., a mostra acontece até outubro/2019.
A criação da imagem fotográfica, desde o francês Niépce no século XIX, e adotada como instrumento também no campo da arte, onde luz e contraste são efeitos visuais que a definem, são obtidos como resultado de uma alquimia realizada para fixá-la em superfícies sensibilizadas por ácidos. Todo este processo técnico e artístico, compõe a recente produção de Takahashi, que de forma sui generis, interfere na captura e finalização de suas imagens, ressignificando-as. Utilizando-se de inusitados recursos, como uma meia calça sobre as lentes, cianotipia e impressão a partir do negativo, o artista revela em hue sépia, frações da arquitetura histórica curitibana, suas paisagens e vida urbana, finalizando num ato Nérico, uma incineração proposital dos elementos contemporâneos de cada imagem, evidenciando uma nostálgica e vintage capital das Araucárias, renascida pós Ignis.


Niépce-Joseph Nicéphore Niépce foi um inventor francês responsável por uma das primeiras fotografias em 1826.
Hue-Em inglês, matiz. Um dos elementos de cor em linguagem fotográfica.
Ignis- Fogo em latim.
Sobre o artista:
Radicado em Curitiba, Gustavo Takashi é natural de Paranavaí-PR. Cursou Engenharia Elétrica, frequentou a Escola de Fotografia Portfolio, e atualmente é graduando em Artes Visuais pela Universidade Federal do Paraná. Imerso no universo artístico, e no eterno processo do auto conhecimento, Takahashi frequenta os cursos de desenho artístico e pintura no ateliê da artista visual Carla Schwab, onde também auxilia em montagens e curadorias de exposições as quais participa. Suas vivências no exterior acrescentaram-lhe bagagem cultural, e parte dela, exterioriza em seus trabalhos fotográficos com interferências distintas e contemporâneas. Em 2019 participou da 17a. Semana Nacional de Museus, promovida pelo Ibram.


Serviço:
Exposição fotográfica “Ignis” de Gustavo Takahashi
Local: Espaço Cultural Luiz Felix – Empório Mineiro Cheirin Bão
Rua Emiliano Perneta, 421
Centro-Curitiba-PR
Visitação: até Outubro/2019
de segunda a sexta-feira, das 8h as 19h
sábados, das 9h as 15h
Telefone: 41 3359-3524


Agradeço a matéria enviada para divulgação por 
Eloir Jr. 
Artista Plástico, Curador e Colunista Cultural 
Estudioso das Culturas Étnicas Europeias no Paraná

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Monalisa passeando pelo Louvre

A obra mais famosa do Mundo, a Monalisa mudou de sala. A obra-prima de Leonardo da Vinci está agora visível na 
Galeria Medici (sala 801), localizada no nível 2 da asa 
Richelieu.

A Monalisa foi removida de forma temporária e voltará para 

a sala dos Estados (sala 711) em meados de outubro de 

2019, tempo que levará para fazer os trabalhos de 

renovação do local.


Um percurso adaptado foi criado

 para permitir que você descubra as obras do museu 

durante este período. Encontre-o 


📸 © Museu do Louvre (2019) / Maëlys Feunteun

A imagem pode conter: área interna


Mona Lisa ("Senhora Lisa") também conhecida como 
Gioconda (em italianoLa Gioconda , "a sorridente"
em francêsLa Joconde) ou ainda Mona Lisa del 
Giocondo ("Senhora Lisa esposa de Giocondo") é a mais 
notável e conhecida obra de Leonardo da Vinci, um dos 
mais eminentes homens do Renascimento italiano.

Sua pintura foi iniciada em 1503 e é nesta obra que o 
artista melhor concebeu a técnica do sfumato. O quadro 
representa uma mulher com uma expressão introspectiva e 
um pouco tímida. O seu sorriso restrito é muito sedutor, 
mesmo que um pouco conservador. O seu corpo 
representa o padrão de beleza da mulher na época de 
Leonardo. Este quadro é provavelmente o retrato mais 
famoso na história da arte, senão, o quadro mais famoso e 
valioso de todo o mundo. Poucos outros trabalhos de arte 
são tão controversos, questionados, valiosos, elogiados, 
comemorados ou reproduzidos.

Muitos historiadores da arte desconfiavam de que a 
reverência de Da Vinci pela Mona Lisa nada tinha a ver 
com sua maestria artística. Segundo muitos afirmavam 
devia-se a algo muito bem mais profundo: uma mensagem 
oculta nas camadas de pintura. Se observarem com calma 
verá que a linha do horizonte que Da Vinci pintou se 
encontra num nível visivelmente mais baixo que a da 
direita, ele fez com que a Mona Lisa parecer muito maior 
vista da esquerda que da direita. Historicamente, os 
conceitos de masculino e feminino estão ligados aos lados 
- o esquerdo é feminino, o direito é o masculino.[5]

A pintura a óleo sobre madeira de álamo encontra-se 
exposta no Museu do Louvre, em Paris, e é uma das suas 
maiores atrações
Mona Lisa, by Leonardo da Vinci, from C2RMF retouched.jpg


Museu do Louvre é o maior museu de arte do mundo. Localizado em
 Paris na margem direita do famoso Rio Senna.
Possui em seu acervo aproximadamente 38.000 objetos que são exibidos em uma área de 72.735 metros quadrados.
Em 2017, o Louvre foi o museu de arte mais visitado do mundo, recebendo 8,1 milhões de visitantes.
O museu está localizado no Palácio do Louvre, originalmente construído como uma fortaleza no final do século XII ao XIII sob o reinado de Filipe II. Os restos da fortaleza são visíveis no porão do museu.
Devido à expansão urbana da cidade, a fortaleza acabou por perder sua função defensiva e, em 1546, foi convertida por Francisco I na residência principal dos reis franceses.
O prédio foi ampliado muitas vezes até formar o atual Palácio do Louvre. Em 1682, Luís XIV escolheu o Palácio de Versalhes como sua residência, deixando o Louvre principalmente como um lugar para exibir a coleção real, incluindo, a partir de 1692, uma coleção de esculturas antiga grega e romana.
A Académie permaneceu no Louvre por 100 anos.
Durante a Revolução Francesa, a Assembleia Nacional Constituinte decretou que o Louvre deveria ser usado como um museu para exibir as obras-primas da nação.
O museu foi inaugurado em 10 de agosto de 1793 com uma exposição de 537 pinturas, sendo a maioria das obras da realeza ou de propriedades confiscadas da igreja.
Por causa de problemas estruturais com a construção, o museu foi fechado em 1796 até 1801. A coleção foi aumentada sob o governo de Napoleão e o museu foi renomeado "Museu Napoleão", mas, após a sua abdicação, muitas obras apreendidas por seus exércitos napoleônicos foram devolvidas aos seus proprietários originais.
A coleção foi aumentada ainda mais durante os reinados de Luís XVIII e Carlos X e, durante o Segundo Império Francês, o museu ganhou 20 mil peças.
As participações cresceram constantemente através de doações e legados desde a Terceira República.
A coleção é dividida entre oito departamentos curatoriais:
antiguidades egípcias; antiguidades do Oriente Médio; antiguidades gregas, etruscas e romanas; arte islâmica;
escultura; artes decorativas; pinturas; impressões e desenhos.

Resultado de imagem para Musee du Louvre


Imagem relacionada

Imagem relacionada

Resultado de imagem para Musee du Louvre

Resultado de imagem para Musee du Louvre

terça-feira, 16 de julho de 2019

CACEV - ABRE NOVAS EXPOSIÇÕES.

No próximo dia 20 de julho (Sábado) o Centro de Arte Contemporânea Edilson Viriato (CACEV) abre as novas Exposições. cada espaço recebe as obras das Artistas Akiko Mileo, Iliane Barcellos, Nilva Rossi e a produção dos Artistas participantes dos Urban Sketchers Curitiba que aconteceu no local.

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, área interna
ARTISTA AKIKO MILEO E SUAS OBRAS.

A imagem pode conter: área interna


O CACEV tornou-se um local de referência para Artistas com interesse em aperfeiçoamento de suas técnicas e ficar antenado no que acontece no Mundo da Arte Contemporânea, com diversas atividades entre os Artistas participantes sempre capitaneados pelo Mestre Edilson Viriato que não mede esforços para repassar toda sua vivência em Grandes Exposições, Bienais e viagens internacionais.

A imagem pode conter: texto



A imagem pode conter: pessoas em pé

Além da movimentação que possibilita aos Artistas confraternizarem, mostrarem um pouco de suas produções e ainda abre portas para o comércio de suas obras.

A imagem pode conter: texto



Nenhuma descrição de foto disponível.


Data - 20/ 07/ 2019 (Sábado)
Loal - Espaço de arte CACEV
Centro de Arte Contemporânea Edilson Viriato
Rua Lamenha Lins 775
Exposição de obras das Artistas Akiko Miléo,Iliane Barcelos e Nilva Rossi e Sketchers Urban uritiba.
Horário - das 10 a 17 hrs

A imagem pode conter: planta, casa e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 3 pessoas, incluindo EViriato Carvalho, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Symon Taylor e Edilson Viriato

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, casa e atividades ao ar livre
CACEV - Centro de Arte Contemporânea Edilson Viriato.


O evento é gratuito.

https://www.google.com/maps/place/CACEV+-+CENTRO+DE+ARTE+CONTEMPOR%C3%82NEA+EDILSON+VIRIATO/@-25.4427941,-49.2762177,17z/data=!3m1!4b1!4m5!3m4!1s0x94dce58f29d8b8f9:0x1a8da6d2155ed4bc!8m2!3d-25.442799!4d-49.274029

domingo, 30 de junho de 2019

SÁBADO EM CURITIBA passeios, estudo e muita arte.

Mais um sábado em Curitiba. Saindo cedinho de Ponta Grossa para assistir mais um módulo da minha Pós graduação que tá chegando o final. Uma aula muito divertida com Colegas e uma Professora maravilhosa que entende o cansaço de Todos e mesmo assim consegue transformar cada minuto da aula segurando a turma e passando o conteúdo, obrigado Ariclê Tosin pelos momentos de Alegria e Aprendizado.


Na hora do almoço ainda deu tempo de visitar a Feira de Gastronômia na Praça Osório que tava cheia como sempre.


Depois da Pós, uma visita aos Amigos do CACEV - Centro de Arte Contemporânea Edilson Viriato para apreciar a linda exposição que encerrou ontem, com obras dos Artistas: Magali Robaina, Odilon Ratzke, Leo Vinicius e aquarelas do Grupo Acqua, logo abre outra.









Edilson Viriato e Odilon Ratzke





Nilva Rossi e Odilon Ratzke


Leo e Viriato

O Atelier foi invadido pelos Ubans Sketchers Curitiba que transformaram a fachada do local em muitas obras de Arte que logo estarão expostas na Galeria.
https://www.facebook.com/groups/urbansketcherscuritiba/?ref=group_header